Obra da nova ponte no Rio Trancoso é embargada pelo Iphan

Obra da nova ponte no Rio Trancoso é embargada pelo Iphan

Sonia Racy

10 de julho de 2021 | 00h50

O pôr do sol em Trancoso. Foto: Pedro Sibahi

A comunidade de Trancoso foi surpreendida esta semana, com a construção de uma nova ponte no Rio Trancoso, cartão postal do povoado, pertencente ao sítio histórico tombado pelo Iphan, declarado patrimônio da humanidade pela UNESCO, e parte da APA Trancoso-Caraíva.

Susto tomado, os construtores também acabaram surpresos: o Iphan embargou a obra e está pedindo um estudo dos efeitos ambientais do projeto montado.

Olho neles 2

O fato é que os trabalhadores contratados por uma construtora mineira colocaram manilhas metálicas dentro do rio. Segundo informações obtidas pela coluna, elas seriam aterradas para a construção da ponte de mão dupla, que foge aos padrões arquitetônicos, paisagísticos e ambientais da localidade.

Há rumores também de que parte do rio seria aterrado como consequência desta obra.

Olho neles 3

A obra é urgente já que a atual passagem está prestes a desabar. “Mas não podem fazer isso de qualquer maneira”, ressalta Vinicius Paracho. Formado pelo Renova, o mais novo vereador da Câmara de Porto Seguro entende que a melhoria é uma contrapartida (TAC – Termo de Acordo e Compromisso) pela construção de condomínio autorizado pela prefeitura perto da vila. “Tudo certo, tanto que sigam as regras ambientais”, aponta o vereador.

O MP também foi acionado.

Verde terra

Com apoio de nomes como Ana Paula Padrão, Geyze Diniz, Maria Antônia Civita, Fernanda Carbonelli, entre outros, o Instituto de Conservação Costeira realizou, essa semana, a live S.O.S ICC em seu canal no YouTube, em parceria com o conglomerado Alfa e Phomenta. Com objetivo de apresentar ações para conservação da Mata Atlântica e da APA Baleia Sahy.

A ação está dando resultados na preservação de 4 milhões de metros quadrados de Mata Atlântica, nas praias Baleia e Barra do Sahy, no litoral norte de SP.

Verde terra 2

Desta vez, foi o sindicato dos veterinários do Paraná que se posicionou contra a reabertura da estrada do Colono, no Parque Nacional do Iguaçu, uma área de preservação ambiental.

Isso porque a Câmara federal aprovou o regime de urgência para votação do PL 984/2019 que trata do assunto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.