O tempo e o vento

Redação

01 de outubro de 2008 | 08h07

É claro que o Greenpeace não ia deixar passar batido os dados assustadores do desmatamento da Amazônia, divulgados segunda-feira. Lembra que, seja o general Médici, seja o metalúrgico Lula, desde 1964 dois terços da reforma agrária acontecem na… Amazônia.

E alfineta: “Se na ditadura a coisa acontecia debaixo do slogan ‘uma terra sem homens para homens sem terra’, no governo Lula a repetição desse quadro dispensa qualquer mote inspirador.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: