O TCU e a leniência

Sonia Racy

17 de fevereiro de 2016 | 01h10

No parecer que apresentará esta manhã na Câmara, sobre os acordos de leniência, o relator da lei, André Moura, deve valorizar o papel do TCU e conduzir o tribunal de volta ao jogo, segundo se apurou.

O entendimento é que não faz sentido um corpo técnico desse porte não ser ouvido nessas questões.

Alterações feitas no texto da lei 3.636/15 haviam enfraquecido o papel do tribunal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.