O regente…

Sonia Racy

13 de maio de 2015 | 01h07

Apreciador de música erudita, Joaquim Levy tem dito, em conversas com investidores em Londres, que não cabe ao governo ser o tenor ou o autor do libreto da ópera, mas criar as condições para que o teatro tenha boa iluminação e abra na hora certa.

…e o tenor

É a sua metáfora para explicar que os recursos para o crescimento estão nas mãos do setor privado. E que o papel do governo é criar um ambiente estável e regras claras.

Tendências: