O que os feras e as belas esperam de 2018

O que os feras e as belas esperam de 2018

Sonia Racy

29 Dezembro 2017 | 01h00

JOSÉ ROBERTO ERMÍRIO DE MORAES

JOSÉ ROBERTO ERMÍRIO DE MORAES, PRESIDENTE DO GRUPO VOTORANTIM. FOTO SILVANA GARZARO/ESTADÃO

“O Grupo Votorantim completará 100 anos em 2018. Recentemente muito foi feito para colocar o País de volta à racionalidade econômica; temos uma grande oportunidade de eleger representantes que continuem com as reformas essenciais – e, com disciplina fiscal, poderemos voltar a crescer de forma sustentável. Vamos para os próximos 100 anos!”

 

CANDIDO BRACHER

CANDIDO BRACHER, PRESIDENTE DO SANTANDER. FOTO: IARA MORSELLI/ESTADÃO

“2018 se anuncia com boas expectativas de crescimento econômico, juros baixos e inflação sob controle. Para que estas boas expectativas se transformem em realidade sustentável por um período mais longo de tempo, será necessário aprovar reformas que estanquem o crescimento da relação dívida pública/PIB. Nós, do Itaú, estamos entusiasmados com a perspectiva de voltar a expandir nossa atividade de financiamento ao consumo e ao investimento.”

 

SÉRGIO RIAL, PRESIDENTE DO SANTANDER

SÉRGIO RIAL, PRESIDENTE DO SANTANDER. FOTO: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

“O Brasil vive uma conjunção de fatores positivos, como inflação e juros em patamares ineditamente baixos. Para usufruir e alcançar um desenvolvimento sustentável, as reformas têm que avançar… e a campanha eleitoral apresentar agendas propositivas.”

 

LUIZ CARLOS TRABUCO

LUIZ CARLOS TRABUCO, PRESIDENTE DO BRADESCO. FOTOS: IARA MORSELLI/ ESTADÃO

“O novo ano traz sentimento de esperança, em lugar da sensação de apreensão dos três últimos anos. Cenário construtivo, perspectiva de crescimento, redução do desemprego e volta do crédito, com queda dos juros e inflação estabilizada. Os desafios continuam de natureza fiscal. São questões complexas, mas não vemos imobilismo ou complacência. De um modo geral, há inquietude e discernimento sobre o que é preciso fazer. As eleições, entretanto, são fator de expectativa. Mas é muito mais importante reafirmar os valores da democracia, da divergência civilizada e a beleza do debate.”

 

PEDRO PASSOS

PEDRO PASSOS, COFUNDADOR DA NATURA. FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

“Espero que as eleições em 2018 deixem claro o apoio dos brasileiros à continuidade das reformas que nos levarão em direção a um País mais justo, próspero e integrado ao mundo. A democracia deve vencer, afastando pelo voto a comprovada incompetência da esquerda populista e o atraso do conservadorismo moralista e comportamental, bandeira de uma direita autoritária.”

 

MARINA RUY BARBOSA, ATRIZ

MARINA RUY BARBOSA, ATRIZ. FOTO; RODRIGO ZORZI

“Espero que 2018 seja um ano de justiça, que os políticos comecem a prestar contas, que as propinas voltem aos cofres públicos e que a impunidade pare de fazer parte da nossa realidade, para que voltemos a ter esperança por dias melhores.”

 

SABRINA SATO, APRESENTADORA

SABRINA SATO, APRESENTADORA. FOTO: IARA MORSELLI/ESTADÃO

“A política no Brasil está vivendo um momento tão difícil, tão triste, que só um desejo não daria conta de toda a mudança de que a gente precisa. Acho que, se fosse pra se focar em uma ideia, seria a renovação política. É isso que eu desejo para a política no ano que vem, uma grande renovação. A gente precisa trocar esse time de administradores públicos que estão aí, pois são pessoas já viciadas nesse sistema que todos conhecemos. São pessoas que estão no cargo público para benefício próprio e não para trabalhar pela população e pela melhoria da nossa sociedade.”

 

MÔNICA MARTELLI, APRESENTADORA E ATRIZ. – FOTO: JUAN GUERRA/ ESTADÃO

“O povo brasileiro está desanimado com a classe política e parece não acreditar mais que algo possa mudar. Faltam nomes, faltam ideias novas, falta comprometimento com o povo. Então tudo o que espero para 2018 é que exista, sim, uma boa opção para se votar, e que traga esperança ao nosso povo.”