‘O que está havendo hoje, no Brasil, é violência, não divergência’, diz Temer

Direto da Fonte

15 de março de 2022 | 02h20

MICHEL TEMER

MICHEL TEMER. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

“O que está havendo hoje, no Brasil, é violência, não divergência.” Assim o ex-presidente Michel Temer resumiu, ontem, o cenário político nacional, no evento em que recebeu o prêmio Barão de Ramalho, do Instituto dos Advogados de SP. Para ele, “algumas pessoas não levam a sério as instituições, mas nós estamos preparados para exercitar a democracia”.

Otimista, Temer entende que “as pessoas estão mais atentas aos dispositivos constitucionais como a ampla defesa e o contraditório”.

Mapa da fome

Um estudo para investigar a relação entre alimentação e saúde no País acaba de chegar a 100 mil inscritos. Liderado pelo Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da USP, o NutriNet Brasil vai identificar os padrões de alimentação brasileira e avaliar sua associação com doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e vários tipos de câncer.

Estudos do tipo já foram realizados em outros países, revelando, por exemplo, que a dieta mediterrânea protege as pessoas de doenças do coração. O coordenador do estudo ainda quer chegar a 200 mil inscritos.

São Paulo, Texas

Três secretários de Doria – Sergio Sá Leitão, Patrícia Ellen e Gustavo Diniz Junqueira – abrem hoje o “dia paulista” da feira SXSW, em Austin, no Texas, com painel sobre “Desenvolvimento Impulsionado pela Cultura”.

Vão expor “a diversidade da cultura paulista e questões econômicas e estratégicas, além de cases de sucesso”. No time também está o curador Marcelo Danta

Tudo o que sabemos sobre:

Temer

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.