Procon-SP multa a Qualicorp em R$ 3,1 milhões

Sonia Racy

02 de dezembro de 2020 | 00h50

FERNANDO CAPEZ. FOTO: DANIELA RAMIRO/ESTADÃO

FERNANDO CAPEZ. FOTO: DANIELA RAMIRO/ESTADÃO

O Procon-SP multou a Qualicorp em R$ 3,1 milhões por aplicar aumento de mensalidades, acima dos valores permitidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – no caso de mudança de faixa etária.  

A administradora de planos de saúde, segundo Fernando Capez, do Procon, também não conseguiu explicar as negociações para definição dos reajustes anuais entre as empresas, operadoras de plano de saúde e entidades de classe.  

Cabe recurso. 

 Treinados 

O RenovaBR deu start no curso, inédito, de gestão de mandatos. Vai até junho de 2021 com objetivo de capacitar os candidatos eleitos.  

A primeira turma é formada por 25 prefeitos eleitos por 11 partidos. Dez alunos fizeram o curso preparatório do RenovaBR e os outros 15 foram convidados pela entidade. Já a aula para vereadores teve a participação de 123 políticos de 24 partidos. 

Capital, SP 

E vem aí o festival pernambucano No Ar Coquetel Molotov, que ganha braço paulistano na sua edição de 2021, entre 11 e 23 de janeiro. Em vez de shows ou lives, o festival realizará a exibição de uma série dividida em dois capítulos no YouTube. 

Na capital, os registros que aconteceram na semana passada são com Jup do Bairro, Tuyo e o encontro inédito de Ava Rocha e Boogarins.

Arte Viva 

Há 35 anos, Lina Bo Bardi criou o Polochon – figura simpática que serviu de cenário para a peça teatral Ubu-Rei, de Alfred Jerry. Para celebrar, o Instituto Bardi/Casa de Vidro e a Galeria Carbono lançam edição da obra acompanhada de exposição virtual de exemplar do Polochon, a ser “hospedado” por pessoas ligadas às artes, design e arquitetura.   

Como Alex Atala, Costanza Pascolato, Claudia Moreira Salles e Lissa Carmona.  

Arte 2 

A ideia é  incluir o  porquinho no dia a dia das pessoas e vender as peças, segundo Waldick Jatobá, diretor do instituto. Tudo para angariar recursos para atividades culturais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.