O peso da ausência

Redação

06 de março de 2009 | 07h54

Marcelo Déda, próximo governador a ser julgado pelo TSE, esteve com Lula na terça, em Brasília. Extraoficialmente, calcularam as chances do governador petista de ficar no cargo .

É que, se ele cair, assume seu lugar o ex-governador João Alves Filho, do DEM.
Ou seja: em 2010, esse palanque pode ser dos tucanos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.