O ‘partido’ das trabalhadoras

Sonia Racy

14 Agosto 2016 | 00h50

Pesquisa do novo instituto de Renato Meirelles, o Locomotiva, mostra que enquanto o número de mulheres na população cresceu 33% em 20 anos, o total de trabalhadoras formais aumentou… 131%. “Hoje, mesmo com o aumento do desemprego, temos mais 9,6 milhões de mulheres com carteira assinada, o equivalente a quase toda a população de Portugal”, avisa o pesquisador.

Se as consumidoras brasileiras fossem um país, estariam no G-20 do consumo mundial, movimentando por ano R$ 1,6 trilhão. Nessa categoria, “seria o 17.º maior país do planeta”, diz, lembrando que o impacto do aumento da renda no consumo é direto.