O mar no DNA

O mar no DNA

Sonia Racy

22 de fevereiro de 2015 | 00h01

Apenas 21 anos e já à frente de um dos maiores estaleiro do Brasil, a Intermarine. Roberta Ramalho não nega o DNA da família. Formada em Economia, ela iniciou um processo de modernização da marca, quer lançar dois modelos todos os anos e, até o fim de 2015, transformar em realidade o Intermarine Service Center, no Guarujá. Entre reuniões e viagens (a última para o Miami Boat Show), ainda acha tempo para velejar, sua grande paixão. “Testo todos os barcos que produzimos”, garante.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: