O Leão no campo

Redação

22 de agosto de 2009 | 06h00

Kátia Abreu, da Confederação Nacional da Agricultura, propôs a Guido Mantega a divisão dos produtores rurais em quatro diferentes perfis de pessoas jurídicas. Seriam o produtor familiar, a empresa individual, a cooperativa de produção e a empresa agropecuária.

Ao contrário dos trabalhadores urbanos, os 5 milhões de produtores do campo estão até hoje reunidos em uma forma única de PJ – o que, segundo a senadora do DEM, não faz sentido, “pois há diferentes formas de produção e faturamento”.

Abreu diz que a equipe da Fazenda gostou da ideia e vai fazer simulações para testar o impacto da mudança na arrecadação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.