O direito de não nascer

Sonia Racy

18 de outubro de 2010 | 23h09

A confusão da novela estabelecida pela Operação Satiagraha continua com mais um capítulo. Eduardo Antônio Dantas, subprocurador-geral da República, no Ministério Público Federal, deu parecer favorável para se trancar a investigação contra Daniel Dantas. Ele questiona a legalidade do uso da Abin, que teria iniciado os grampos telefônicos e o monitoramento de computadores dos investigados antes mesmo da instauração de inquérito na PF.

Sua opinião contraria parecer dado anteriormente pelo próprio MPF, que se posicionou a favor dos métodos usados pelo TRF.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: