Secretaria atendeu a 5 milhões de denúncias em 10 anos

Sonia Racy

08 Março 2017 | 00h25

A Central de Atendimento às Mulheres (180) — ligada à Secretaria de Políticas para Mulheres, do Ministério da Justiça –atendeu 77 mil casos de violência em 2015, outros 68 mil de janeiro a junho de 2016 e um total de 5 milhões em 10 anos. Dos casos de 2016, 34.703 eram de violência física e 3.301 de cárcere privado.

O levantamento está no Anuário da Justiça de São Paulo, que o Consultor Jurídico lança hoje, no TJ paulista.

Medo do futuro

Quase metade das brasileiras (41%) sente medo de defender seus direitos por temer o que lhes possa acontecer, segundo pesquisa da Ipsos em 24 países, a ser detalhada neste Dia da Mulher.

O resultado deixa o Brasil na terceira pior posição entre os 24, no ranking da pesquisa sobre feminismo e igualdade de gênero.

No ar

Hoje também vai ter homenagem às mulheres… no ar. O aeroporto Tom Jobim passa a chamar-se, por dez dias, aeroporto Maria da Penha.

E a Gol faz um voo com 100% da tripulação composta por mulheres – a piloto Gabriela Duarte e a copiloto Soeli Keffler comandando as comissárias no voo G1 2170 rumo a Campina Grande, na Paraíba.

Girl power

Apenas 20,3% dos filmes nacionais lançados em 2016 foram dirigidos por mulheres, segundo a Ancine. A agência discutirá esse número no Seminário Internacional Mulheres no Audiovisual. Participam do evento, dia 30, no Rio, Carolle Brabant, da Telefilm Canada; Heather Webb, da WIFT-Toronto e a sueca Ellen Tejle, do selo Bechdel.

Girl power 2

O GNT convidou Slick, Nikki e Mariana Mello para uma “batalha de raps”. O encontro #PoderDasMinas será na Avenida Paulista, em frente ao Center 3 e pode ser visto no local ou pelo Facebook do GNT.