O céu pode esperar

Sonia Racy

07 de abril de 2010 | 08h09

Com atraso de cinco horas, avião da Ocean Air se preparava para decolar do Rio para São Paulo, anteontem, quando se descobriu um passageiro a mais. Para felicidade geral, uma mulher propõe levar a filha de sete anos no colo, cedendo o assento do lado.

“A senhora merece ir para o céu…”, agradece a aeromoça.

“Não”, interrompe logo a passageira. “Eu quero é ficar na terra mesmo…”

Tendências: