O Brasil por trás das grades, uma calamidade amazônica

Sonia Racy

04 Janeiro 2017 | 00h45

Mesmo longe dos episódios, em Paris, o criminalista José Carlos Dias resumiu para a coluna como vê a rebelião de Manaus: “Temos um sistema penitenciário absolutamente calamitoso. Falta aos governantes sensibilidade para entender e enfrentar a complexidade do problema.”

Em SP, Pier Paolo Bottini vai no mesmo tom: “Prendemos demais e prendemos errado. Somos o quarto país do mundo que mais prende. Nem por isso somos um país seguro ou justo. E,  com prisões todo dia, novas operações todo dia, impressiona ouvir-se que este é o País da impunidade”.

Calamidade 2

Por fim, a coluna ouviu um ministro do STF – que pediu anonimato – sobre os mesmos episódios: “Tudo lamentável. Nosso sistema prisional não recupera ninguém. É um jogo de empurra. Só apagamos incêndios. Não temos projeto nacional para nada”.