O bem velado

Redação

09 de novembro de 2008 | 06h00

Só este ano, a União gastou R$ 57 milhões com auxílio-funeral a funcionários públicos. O campeão em desembolsos foi o Ministério da Defesa – R$ 22 milhões –, o que, digamos, é justificável já que a pasta abrange Exército, Marinha e Aeronáutica. Em segundo lugar, vem – pasmem – a Fazenda.

Tem gente se perguntando se já seria efeito da crise.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.