Nuvens em lágrimas

Sonia Racy

21 de outubro de 2010 | 23h07

Entre as muitas medidas que ainda precisam ser tomadas para tentar evitar tragédias como as enchentes do ano passado, uma, pelo menos, já está em curso. Amauri Pastorello, do Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado, comprará, por meio de licitação internacional, um radar capaz avaliar nuvens e seus respectivos carregamentos de água.

Na prática, isso ajudará os técnicos a calcularem com maior antecedência a quantidade de chuva que cairá sobre a cidade. Para que serve isso? Pastorelli explica que o mecanismo possibilita antecipar medidas como desviar o trânsito em locais específicos ou remover moradores em área de risco com alguma tranquilidade. O atual sistema permite medir apenas a quantidade de chuva que cai.

Custo? Estima-se R$ 8 milhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: