Nunca antes na história…

Redação

10 de setembro de 2008 | 18h13

Na segunda-feira, o Brasil não reagiu à ajuda de US$ 200 bilhões do Tesouro americano para estancar a crise por lá. Crise esta destacada pelo ex-Fed (banco central americano) Paul Volker, do alto dos seus 80 anos, como a pior que já viu em toda sua existência. Ontem, outros países seguiram o movimento de baixa, sinalizando que a iniciativa não foi suficiente para eliminar os temores.

Felizes mesmo, os exportadores e Guido Mantega. O ministro classificou ontem a alta do dólar como um “fenômeno mundial”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.