Novo rico, bobo não

Sonia Racy

08 de maio de 2010 | 06h02

Decorador de estilo modernoso, famoso pelos ambientes brancos da Casa Cor, está tendo que devolver compra por compra que fez para o apartamento de um new-baiano do ramo de minério. Até um Di Cavalcanti, vendido por R$ 1,2 milhão – que, no mercado, acredita-se que valha perto de R$ 400 mil.

O empresário descobriu que o moço estava superfaturando em até 400%. Essa, é para deixar até Brasília morrendo de inveja…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: