Noite infeliz

Sonia Racy

22 de dezembro de 2011 | 23h08

Neste Natal, fará um ano que a família brasileira de Sean Goldman teve notícias do garoto pela última vez, quando falaram por telefone.

João Paulo Lins e Silva, padrasto de Sean – o menino mora com o pai biológico nos EUA – conta que sempre enviam presentes pelo correio. “Mas não temos ideia se ele os recebe”, lamenta.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.