No Procon, crescem notificações e pedidos de explicação a empresas

Sonia Racy

27 de junho de 2019 | 00h55

FERNANDO CAPEZ. FOTO: DANIELA RAMIRO/ESTADÃO

FERNANDO CAPEZ. FOTO: DANIELA RAMIRO/ESTADÃO

Chute na trave

Tem gente acreditando que o novo gestor do Procon, Fernando Capez, tem exagerado no zelo: em seus quatro meses de trabalho, cresceu bastante o ritmo de notificações e de pedidos de explicações dirigidos às empresas.

O caso mais recente, vindo a público anteontem, é o das passagens promocionais oferecidas pela Gol durante o jogo Brasil-Venezuela, na disputa da Copa América.

Na trave 2

A empresa aérea – que vende média de 100 mil passagens por dia – foi notificada porque 89 dos 167 bilhetes comprados na promoção foram parar nas mãos de agências de viagem.

Pelo que se apurou, não há nisso nada de abusivo ou ilegal.

Portas e portas

No dia seguinte à declaração do chanceler Ernesto Araújo de que poderá restringir a atuação da Huawei no Brasil, o governador do DF mostra que a subserviência ao trumpismo tem limites.

Ibaneis Rocha assinou acordo com a empresa chinesa para que faça pesquisa da área do 5G em Brasília.

Fatura

Mônica Nobre, desembargadora do TRF-3 , derrubou, semana passada, o sigilo do processo fiscal contra Lula, Paulo Okamotto, a empresa Lils Palestras e Instituto Lula – eles recorrem de duas cobranças da Fazenda, R$ 13,9 milhões e R$ 1,4 milhão. A papelada está à disposição de quem se interessar.

Para a Fazenda, o Instituto Lula não cumpriu condição para ter isenção tributária.

Desiguais

Corre na Câmara paulistana pedido de criação de um grupo para averiguar o desempenho… do Tribunal de Contas do Município. Motivo? A insatisfação geral com os seguidos aumentos obtidos por servidores da Câmara e do TCM, deixando de lado os servidores municipais.

A cruzada, protocolada pela vereadora Soninha Francine, já tem 19 assinaturas.

Rede na linha

O Vem Pra Rua cruzou com obstáculo inesperado na organização do protesto do próximo domingo, dia 30: o Facebook. No seu Twitter, cobra da rede de Mark Zuckerberg que normalize seu serviço, inativo desde a terça-feira.

O que, até ontem, impedia o VPR de administrar cerca de 100 endereços seus no Facebook distribuídos por todo o País.

Patrimônio

Para apresentar sua nova biblioteca – que permaneceu fechada por 40 anos e foi reativada recentemente –, a Casa do Povo convidou Mariana Lanari para criar uma instalação artística a ser exposta na instituição.

A proposta da artista será distribuir os quase 9 mil livros da coleção em espaço de 500 m² durante a exposição, que abre no dia 6.

Patrimônio 2

Os livros serão organizados no chão sobre o mapa do Bom Retiro, onde fica a Casa do Povo. Além de títulos em português, a biblioteca também possui livros em ídiche, alemão, francês, russo e espanhol.

Empáticos

Há mais coisas em comum entre Trump e Bolsonaro do que os dois imaginam. Dois anos e meio depois de o brasileiro ter dito que não estupraria Maria do Rosário “porque ela é feia”, o americano avisou esta semana, de público: “Não teria relações sexuais com a jornalista Elizabeth Carroll – (que o acusa de assédio) “porque ela não faz o meu tipo”.

Leia mais notas da coluna:
+ Julgamento sobre Lula pouco influencia o mercado de ações
+ Hora melhor para debater abuso de autoridade ‘não é agora’, adverte jurista

Tendências: