No primeiro encontro com empresários depois da vitória na Câmara, Arthur Lira defende privatizações

No primeiro encontro com empresários depois da vitória na Câmara, Arthur Lira defende privatizações

Paula Bonelli

03 de fevereiro de 2021 | 12h23

Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, presidente Jair Bolsonaro e Rodrigo Pachedo, presidente do Senado. Foto: Gabriela Bilo/Estadão

O novo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, se encontrou com Flavio Rocha, presidente da Riachuelo, e empresários de diferentes setores em uma homenagem oferecida por Ciro Nogueira, presidente do seu partido, o PP, na noite desta última terça-feira.  Os empresários queriam saber como será a gestão de Lira à frente da Casa, quais temas devem ser pautados e o jogo de forças no Congresso. Sobre privatizações, Lira disse que o sentimento da Casa é majoritariamente liberal, mas que a discussão será caso a caso, dependendo de legislação, dos detalhes, de como o governo quer vender e como é o interesse do mercado.

O jantar ocorreu na casa do jornalista Mario Rosa, em Brasília, e foi o primeiro encontro de Lira com empresários depois de ter vencido as eleições para a presidência da Câmara. O grupo demonstrou apreço por Rodrigo Maia, apesar da relação conturbada com o governo Bolsonaro.

Segundo fontes presentes no jantar, Lira afirmou que não vai “sentar na pauta” e colocará projetos para votação em plenário sempre que estiverem maduros. O presidente também analisou que o cenário está mais favorável para avançar a tramitação da Reforma Administrativa, na Câmara, e, no Senado, a PEC do Pacto Federativo – reforma o orçamento público possibilitando o financiamento de mais medidas para o enfrentamento da pandemia sem ultrapassar o teto de gastos.  E lembrou aos presentes no evento da sua boa relação com Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. Sinalizou ainda que a reforma tributária é difícil de tramitar a curto prazo.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.