No Planalto

Sonia Racy

04 de julho de 2013 | 01h03

Dilma telefonou três vezes para Felipão. A primeira antes do jogo contra o Uruguai; a segunda, antes da final com a Espanha; e a terceira, logo depois do título. Foi nesta que fez o convite para a seleção visitá-la.

Segundo conta o treinador, não foi possível atender à presidente naquele mesmo dia – os jogadores já estavam de partida –, mas ele abriu a possibilidade de irem ao Planalto em 6 de setembro.

Na data, a seleção voltará a Brasília para amistoso – provavelmente, contra a Austrália.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.