No chão

Sonia Racy

25 de maio de 2012 | 01h07

Fred Curado, da Embraer, pensou, repensou e decidiu: a empresa não entrará no mercado de aviões turboélice para passageiros.

Mas conversa com a freguesia internacional sobre versões alongadas, a serem anunciadas até o fim do ano.

Chão 2

Projeto de avião novo? Tão cedo, não. Os atuais board e conselho da companhia, com muita gente formada no mercado financeiro, não gosta nada de medidas ousadas e de risco.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.