No barco

Sonia Racy

21 de maio de 2014 | 01h05

Operadores que atuam em portos públicos dividem-se sobre a decisão do governo de licitar, ainda este ano, os terminais dos portos de Santos e Belém. Parte dos concessionários prefere disputar os leilões para reduzir a insegurança jurídica no setor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: