No ataque

Redação

28 de abril de 2009 | 06h00

A oposição vai insistir na comparação das mudanças propostas pelo governo Lula para a caderneta de poupança com o confisco do governo Collor. Lança esta semana, no Recife, campanha de assinaturas sob o slogan “Na Poupança Ninguém Mexe”.

E não se preocupa com o recurso PT junto ao TSE. “O PT passou recibo e ajudou a dar visibilidade à nossa bandeira”, diz Raul Jungmann.

Veja também:
mais imagens Brasileiros e franceses revelam o Brasil na exposição coletiva de fotografias À Procura de um Olhar
mais imagens Estreia em dose dupla no fim de semana: Happy Hour, com Juca de Oliveira, no Teatro Jaraguá, e Cachorro Manco Show, no Sesc Paulista
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte