Vem aí o pós-Sucatão

Sonia Racy

01 de maio de 2016 | 01h35

Dilma autorizou e o governo está procurando, no mercado mundial, um Boeing 767… para alugar. A ideia é fazer do avião, com 290 lugares, o sucessor do Sucatão, desativado há três anos.

Por sinal, Renan Calheiros já decidiu: caso o impeachment seja aprovado, Dilma – mesmo afastada – poderá continuar usando o avião presidencial até a decisão final.