No ar

Sonia Racy

17 de abril de 2014 | 01h08

Entre os penduricalhos acoplados à MP 627 – que, originalmente, tratava somente da tributação de subsidiárias de empresas brasileiras no exterior – está uma pequena alteração ao Código Brasileiro de Aeronáutica, de 1986. Se essa mudança for sancionada por Dilma, casos como o do aeroporto de Caieiras, da Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez, poderão finalmente sair do papel.

A medida autoriza empresas privadas a construírem e operarem aeroportos independentemente de concessão. E… libera preço de tarifas.

No ar 2

A liberação, se concretizada, vai provocar forte reação dos donos de aeroportos que venceram concessões como a de Guarulhos, Viracopos, Brasília, Galeão/Tom Jobim e Confins.

É que seus preços são regulados pela Anac, e a entrada de concorrentes em condições diferentes afeta o equilíbrio econômico-financeiro de seus contratos com a União.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.