Navegar…

Redação

12 de dezembro de 2009 | 06h18

Roberto Setubal comemora. A Fundação Itaú Social, dirigida por Antônio Matias, acaba de ganhar em Washington o prêmio Corporate Citizen of The Americas, da OEA, pelo projeto Escrevendo o Futuro.

Em 2001, Setubal e Matias, depois de pesquisar dados sobre a educação no País, tiveram a ideia de montar um processo para melhorar a qualidade da língua no Brasil. Deu certo. Tão certo que em 2006, Fernando Hadad, da Educação, absorveu o programa como política pública, por meio da Olimpíada de Língua Portuguesa.

Hoje, o processo alcança 50 mil escolas e nada menos que 6 milhões de alunos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.