Não dói?

Sonia Racy

26 de setembro de 2011 | 23h10

Apesar dos esforços de Teresa Surita, o nome “Lei da Palmada” pegou. A deputada do PMDB vem defendendo a mudança do termo. Acredita que ele minimiza a discussão do projeto, que proíbe qualquer forma de violência na educação de crianças e adolescentes.

A “lei” terá, hoje, primeira audiência pública na Câmara.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: