Na veia

Sonia Racy

12 Setembro 2013 | 01h04

O Brasil não terá laboratório nacional credenciado para fazer exames antidoping a tempo da Copa do Mundo. O Ministério do Esporte tenta, agora, fazer com que o Ladetec – fora do jogo desde agosto – esteja apto pelo menos nas Olimpíadas de 2016.

Ficou decidido, em reunião semana passada, no Canadá, levar à Fifa proposta de parceria com laboratórios internacionais – para exames de sangue e urina na Copa.

Na veia 2

Enquanto isso, o Ladetec entrará com o pedido via “fast track” e pretende arrumar a casa até o meio do ano que vem – quando seu novo prédio, financiado pelo ministério e pela UFRJ, estiver pronto.