Na sombra 

Sonia Racy

24 de fevereiro de 2016 | 01h06

Pouco alarde na prisão coercitiva, anteontem, de Armando Trípodi, pela Operação Acarajé. O baiano é suspeito de receber dinheiro irregular de offshore ligada à Odebrecht na reforma de um apartamento.

Ex-assessor de José Sérgio Gabrielli na Petrobrás, o moço foi, até novembro, conselheiro da Sete Brasil representando a Petros.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.