Na madrugada

Sonia Racy

16 de abril de 2013 | 01h06

Em parceria, os governos estadual e municipal de SP elaboram plano de transporte noturno para a cidade, efeito da Lei Seca.

Objetivo? Fornecer alternativas para quem deixou de sair de casa com medo de ser pego, alcoolizado, ao volante.

São dois projetos-piloto: colocar, na madrugada, linhas de ônibus no metrô e criar parcerias, com desconto, entre táxis e bares.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: