Na farmácia, até vodca

Redação

18 Fevereiro 2010 | 08h56

Estará fora da lei, a partir de hoje, qualquer uma das 72 mil farmácias e drogarias do País que estiver vendendo produtos não ligados à saúde. É o que determina a resolução 44 da Anvisa – que, além de procedimentos técnicos, como o modo de tomar pressão, determina também o que pode ou não pode ser exposto e vendido em gôndolas.

Pedro Menegasso, do Conselho Regional de Farmácia paulista, diz que os abusos “estavam passando da conta” e que há farmácias “que até parecem boteco”. Uma delas vendia até vodca. “E, numa mesma nota, vendeu um remédio que, misturado com a vodca, pode matar.”

Continuam permitidos os chamados “alimentos funcionais” – os complementos alimentares. Um aviso: só em SP, o CRF fez 66 mil fiscalizações, ano passado, em mais de 15 mil farmácias.