Museu do Pinhal?

Redação

09 de janeiro de 2009 | 06h00

Uma das propriedades rurais mais importantes do Estado de São Paulo, incluída no Patrimônio Histórico Nacional, muda de mãos mas fica na mesma família.

A Fazenda Pinhal, remanescente do período áureo do café, localizada em São Carlos, é agora de Fernão Bracher – também descendente do conde do Pinhal, a exemplo da antiga proprietária, Helena Carvalhosa.

A intenção, revelada por Bracher à coluna, é “a preservação desse patrimônio histórico e sua utilização cultural”. O hotel que há alguns anos funciona na fazenda – criada em 1830 por Antônio Carlos Arruda Botelho, o conde do Pinhal -, será fechado, mas a visitação pública continua.

Há quem torça para que Bracher transforme o local, que já abrigou até Dom Pedro II, em museu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.