Mundo particular

Sonia Racy

25 de março de 2012 | 01h05

Às vésperas do Dia Mundial da Conscientização sobre o Autismo (2 de abril), São Paulo teve um desfalque no atendimento dos portadores da deficiência. A Avape, conveniada com o Estado que atendia mais de 30 pessoas, fechou as portas. Motivo? Alto reajuste do aluguel do prédio.

A entidade se reúne esta semana com a secretaria de Saúde para tentar resolver o problema. A Defensoria Pública já entrou no caso para defender a assistência aos que dependem do atendimento grátis.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: