Mulherada

Sonia Racy

13 de julho de 2014 | 01h05

Na China, a participação de mulheres em cargos de liderança passou de 25% para 51% em dez anos. Em seguida, aparecem Polônia (48%), Letônia (43%), Estônia (40%) e Lituânia (40%). Na Europa como um todo, 25% dos cargos de gestão são ocupados por executivas. O Japão é o último colocado, com apenas 7%. Brasil? Elas respondem por 23% das posições da alta gestão.

O estudo, da consultoria Grant Thornton, será debatido no 1º Fórum de Mulheres Líderes – de 17 a 20 de julho, em Anguilla, no Caribe.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: