Muita saúde ao mercado interno

Redação

17 de junho de 2009 | 09h46

Guardado a sete chaves, estudo encomendado pela Fiesp revela que a atividade da indústria de transformação – setor que carrega maior proporção de bens para exportação – deve engatar uma significativa marcha a ré em 2009: perda de 8%, devida a uma redução de 35% no valor dos bens exportados.

Por que isso é importante? Porque essa perda é quase equivalente, numericamente, à queda esperada na atividade industrial.

Ou seja: o desempenho do mercado interno é que está garantindo que a perda da indústria não seja maior.

Veja também:
mais imagensShopping Iguatemi é palco para a pré estreia do documentário Top Models – Um Conto de Fadas Brasileiro
mais imagensDJ Zé Pedro capitaneia festa em torno do novo álbum, Esta Moça Está Diferente
mais imagensMarco Antonio de Biaggi faz lançamento do livro Estilo Biaggi, na sede São Paulo do Iate Clube de Santos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: