MP pede investigação por injúria racial contra Emicida

MP pede investigação por injúria racial contra Emicida

Sonia Racy

28 de setembro de 2017 | 01h07

MARCOS DE PAULA/ESTADÃO

Tendo em mãos um pen drive com informações sobre ameaças ao rapper Emicida, o MP paulista abriu investigação contra haters que o atacaram em redes sociais. A iniciativa foi do procurador Paulo Marco Ferreira Lima, que lida, no MP, com o setor de delitos cibernéticos.

Rapper foi vítima de
‘ameaças por meio eletrônico’

As informações reunidas no pen drive ainda não foram divulgadas. O cantor, diz o procurador no texto, “foi possivelmente ofendido por crimes de injúria racial e ameaças por meio eletrônico”.

Em agosto, no SPFW, o irmão de Emicida, Evandro Fioti — rapper como ele –, alegou ter sofrido preconceito racial ao ser barrado no desfile de sua própria marca de roupas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.