Movimentos de advogadas querem cotas já nestas eleições da OAB

Sonia Racy

02 Outubro 2018 | 00h40

Movimentos de advogadas vão hoje pedir ao Conselho Federal da OAB que se antecipe, de 2021 para 2018, a implantação da cota de 30% de mulheres nas chapas que disputarão as diretorias estaduais.

Desde a criação da OAB, em 1930, nenhuma mulher presidiu o Conselho Federal. E 15 seccionais jamais foram comandadas por uma advogada.

Leia mais:
Votar ‘só em mulheres’ é forma de mudar o País, diz Amyr Klink

Mais conteúdo sobre:

OAB [Ordem dos Advogados do Brasil]