Movimento de artistas confunde nomes de deputados em protesto

Sonia Racy

18 Julho 2017 | 16h43

Liderado por diversos artistas, o movimento 342 agora, trocou os nomes dos deputados André Amaral (PMDB/PB) e André Moura (PSC-SE). No site da organização, o nome de Amaral foi  incluído em uma lista de parlamentares que estariam articulando para arquivar a denúncia contra o presidente Michel Temer. A publicação foi compartilhada por artistas como Cleo Pires.

Após perceber o erro, o movimento publicou uma errata na internet. Além de lamentar o ocorrido, o 342 informa que André Moura, o verdadeiro alvo da organização, “foi condenado por improbidade e responde a inquéritos junto ao Supremo Tribunal Federal, inclusive por tentativa de homicídio”.

Já André Amaral, de 26 anos, “não possui em sua carreira qualquer comportamento que o desabone.”