Money, money

Sonia Racy

18 de agosto de 2012 | 01h12

Benjamin Steinbruch, da CSN, é só elogios à ação da presidente de dar à iniciativa privada a possibilidade de entrar firme na infraestrutura.

Entretanto, atrela o sucesso do projeto ao custo do dinheiro e ao BNDES. “Pelo fato de o repasse dos recursos ser terceirizado, há de se agilizar e desburocratizar este processo”.