Modo off

Sonia Racy

12 de maio de 2016 | 01h03

Já em São Paulo, Delcídio Amaral não acompanhou a sessão de votação do impeachment pela TV. De vez em quando ligava para alguns assessores para saber as novidades.

E, por causa do dia tumultuado, os funcionários do gabinete do senador cassado não conseguiram providenciar os registros necessários para circular na Casa. Resultado: não podiam, ontem, nem ir ao banco.