Mito em desfile

Sonia Racy

27 Abril 2011 | 23h02

Não foi um desfile tradicional, como os apresentados na SPFW, com dez minutos de duração. Pierre Cardin, 88 anos, mito vivo da alta-costura, apresentou anteontem, no Shopping Iguatemi, um pot-pourri da carreira. Foram quase 200 looks em longos 40 minutos.

A ideia de reunir todas as fases do criador – da década de 50 até hoje -, era em si interessante. O problema é que faltou editá-las, talvez dividir por épocas. Mas o que queriam mesmo alguns presentes – poucos usando a grife – era tentar conhecê-lo.

Daniela Mercury o conheceu. E até cantou para ele. Em São Paulo, jantou com o estilista na segunda-feira, no Gero. “Tive uma aula de autoestima. Ele jura que tudo o que fez sempre deu certo”, conta a artista, se auto intitulando de “retrozinha, meio fora de moda”. E Cardin, de “mestre atemporal”.

Luciana Vendramini pensa no pai quando lembra do designer. Mais precisamente, de suas calças guardadas no fundo do baú.

JOÃO LUIZ VIEIRA