‘Misses hoje precisam ter mais que o físico’, explica vencedora de 1991

‘Misses hoje precisam ter mais que o físico’, explica vencedora de 1991

Sonia Racy

02 Junho 2018 | 00h55

FLÁVIA CAVALCANTE (DIR.) E PATRÍCIA GODOI

FLÁVIA CAVALCANTE (DIR.) E PATRÍCIA GODOI. FOTO: CHRISTINA RUFATTO/ ESTADÃO

Em uma cantina italiana na Vila Olímpia, onze amigas se reuniram para matar a saudade e falar de uma experiência de vida que todas compartilham: a passagem, vitoriosa, por concursos de beleza. O encontro é organizado periodicamente por Flavia Cavalcante (dir.) e Patrícia Godoi (esq.), vencedoras do Miss Brasil nos anos de 1989 e 1991, respectivamente.

As duas reuniram, no último dia 22, várias das amigas que faturaram a faixa entre 1979 e 2007. Assuntos mais comentados? Os diferentes critérios que o concurso passou a adotar nos últimos anos. “Hoje, acredito que seja fundamental ter personalidade e representar valores que vão além do físico”, explicou à coluna Patricia – que acumula os títulos de Reina de La Costa Internacional 1990, Reina Sudamericana 1991, e Miss Nuevo Continente 1992.

A mais nova vencedora do Miss Brasil está de prova: coroada no último sábado, a amazonense Mayra Dias mostra interesse por temas ambientais e manifestou desejo de ser uma porta-voz da Amazônia. Outra exigência que vem ganhando importância no Miss Brasil, segundo Patrícia, é o domínio do inglês, importante para se sair bem na disputa do Miss Universo. A última brasileira a vencer o concurso global foi Martha Vasconcellos – há 50 anos.

Anfitrião da noite, Alessandro Iannella, dono do restaurante Abbraccio, anunciou às suas ilustres convidadas que quer continuar sediando os encontros. “Fazer um evento desses é ambição de qualquer italiano”, brincou. Este foi o segundo ano consecutivo em que sua casa recepcionou as moças.

E apesar da experiência conjunta, as amigas têm profissões diferentes. O grupo do jantar contava com apenas uma modelo e uma atriz. Havia também uma consultora de estilo, uma advogada, uma jornalista, uma diretora de vendas, uma apresentadora e quatro empresárias. “Os concursos representam apenas um capítulo nas nossas vidas. Depois seguimos nossas profissões”, resume Patrícia, especialista em direito do consumidor. / PAULA REVERBEL

MISSES SE REÚNEM NO RESTAURANTE ABBRACCIO

MISSES SE REÚNEM NO RESTAURANTE ABBRACCIO. FOTO: CHRISTINA RUFATTO/ ESTADÃO