Ministra pede que Segóvia atenda a pedido do STF com rapidez

Sonia Racy

18 de novembro de 2017 | 01h00

CÁRMEN LÚCIA

CÁRMEN LÚCIA. FOTO: ANDRESSA ANHOLETE/AFP

Cármen Lúcia, do STF, pediu urgência ontem a Fernando Segóvia, novo diretor-geral da PF, na resposta ao pedido de esclarecimento sobre uma referência feita pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot, a ministros do Supremo – supostamente mencionados em colaborações premiadas.

A menção “gerou enorme surpresa e constrangimento no Supremo e consternação na sociedade”, disse a presidente do STF.

Em tempo: o pedido está nas mãos da PF há 90 dias.

Ministra fala
de Lava Jato

A ministra aproveitou a visita cortesia de Segóvia para convidá-lo a participar de esforço para dar mais celeridade aos trabalhos da Lava Jato.

Leia mais notas da coluna:

Blairo se opõe a projeto que flexibiliza venda de terras a estrangeiros

Cantor português se apresenta em SP cantando Chico Buarque

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: