Ministério da Economia tem criado medidas de estímulo ao consumo

Sonia Racy

19 de julho de 2019 | 00h55

GOVERNO VAI ANUNCIAR LIBERAÇÃO DE 35% DO FGTS. FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

GOVERNO VAI ANUNCIAR LIBERAÇÃO DE 35% DO FGTS. FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

Paliativos

Com a urgência demandada pela extrema fragilidade das contas públicas, o Ministério da Economia tem criado medidas de estímulo ao consumo, como a liberação do FGTS (que será anunciada na quarta-feira) e a flexibilização do compulsório exigido dos bancos, enquanto o corte de custos não vem.

Entretanto, o sistema financeiro não acredita numa “revitalização” imediata baseada só nesse tipo de ação. Acha que se as decisões não vierem acompanhadas de uma redução de juros significativa, pouco vai mudar.

Paliativos 2

Pelo que se apurou, integrantes do Ministério da Economia seguem a mesma linha de pensamento. Com uma diferença, segundo se comenta: eles têm certeza de que a taxa básica de juros vai, sim, ceder.

A fila não anda

Um “comunicado de alerta” encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado ao TJ atrapalhou a vida de 82 servidores já nomeados.

A mensagem, datada de meados de junho, adverte que “a despesa total com pessoal do TJ atingiu 5,77% da receita corrente líquida do Estado”. Assim, “após consultas técnicas”, com base na LRF, fica vedado “o aumento de despesa com criação e provimento de cargos”. Ou seja, os 82 terão de… esperar.

No ataque

Está no radar da oposição a ação de Bolsonaro e Weintraub, que intervieram para suspender um vestibular para pessoas trans. Ao que se apurou, ela vai entrar com processo nos tribunais superiores, alegando que a medida é inconstitucional.

No centro da polêmica, a Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira – que fez edital abrindo 120 vagas para pessoas trans no Ceará e outras 20 na Bahia.

Sem resfriados

Rosângela Moro será palestrante do Fórum de Saúde do Lide, dia 22. Falará sobre doenças raras, especialidade da advogada na área de direito. Conduzido por Claudio Lottenberg, o evento acontece no Grand Hyatt, em São Paulo.

Livro e mangá

Quatro autores japoneses premiados mundo afora confirmaram presença na 19.ª Bienal do Livro Rio, que este ano homenageia o Japão. Entre eles o cineasta e desenhista Macoto Tezka e a escritora Kanae Minato. O evento abre em agosto.

Leia mais notas da coluna:
+ PT entra com ação e possibilita que Toffoli determine investigação de Deltan
Paulo Guedes elogia criação, no Senado, de PEC separada para Estados e municípios

Tendências: