Minguaaando…

Sonia Racy

04 de junho de 2015 | 01h08

Saem do forno os números da arrecadação de maio de São Paulo. Ainda são provisórios – os dados finais só chegam no dia 20 – mas já dão noção da situação econômica do Estado. De janeiro a maio, a queda do ICMS foi de 4,5%, já descontada a inflação no período.

Para o secretário de Fazenda de Alckmin, Renato Vilella, a crise está afetando, e muito, a arrecadação – principalmente a do setor industrial, o mais prejudicado de todos.

Não há previsão de novo contingenciamento de verbas.