Mina d’água

Sonia Racy

22 de dezembro de 2010 | 23h10

É grande a expectativa dos ambientalistas para que Dilma e governadores estaduais façam valer leis ambientais. Querem saber quando haverá fundo específico para depósito de milhões de reais arrecadados desde o ano 2000, resultantes da cobrança de compensações medidas na categoria “impacto difuso” – prevista na Lei de Proteção Ambiental.

Atualmente, esses pagamentos jorram direto na veia do Tesouro Nacional. Calcula-se que já foram depositados pouco mais de R$ 600 milhões.

Dinheiro que não foi necessariamente para ações compensatórias a danos na natureza.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: