“Meu sonho é ser menos consumista. Acho que o mundo atual pede isso”, diz Camila Coelho

“Meu sonho é ser menos consumista. Acho que o mundo atual pede isso”, diz Camila Coelho

Sonia Racy

25 Dezembro 2018 | 00h50

CAMILA COELHO. FOTO: JOÃO VIEGAS

CAMILA COELHO. FOTO: JOÃO VIEGAS

Em um balanço do que foi 2018 e do que se espera para 2019, a coluna ouviu seis personagens da vida paulistana. Eles falam de seus sonhos pessoais e de suas esperanças para o Brasil. Aqui, a ditigal influencer Camila Coelho pede “menos desigualdade” e “menos consumismo”.

Qual o grande sonho para o Brasil que você quer ver realizado em 2019?
Quero ver um Brasil com menos desigualdade social, mais justo e a extinção do “jeitinho brasileiro” de agir.

O novo governo está chegando. Está claro o que será?
Me parece que o novo governo quer propor e fazer muitas mudanças. Estou ansiosa para ver isso acontecer na prática e também perceber que é um governo para todos, sem distinção.

Se se concretizar a promessa de nossos bolsos estarem mais cheios em 2019, qual o seu sonho de consumo?

Meu sonho é ser menos consumista. Acho que o mundo atual pede isso.

As redes sociais estão tendo uma influência enorme. É inegável que democratizaram e agilizaram a informação. No que elas podem melhorar?

Podem ajudar a mostrar mais as marcas e as pessoas que pensam no coletivo e que lutam para que o mundo melhore com os bons exemplos. Torço para que isso se torne realidade.

Na estrada da vida, qual o caminho que prefere tomar: o da esquerda, o da direita ou o do meio?
O caminho que meu coração mandar e Deus me guiar.

Seu livro de cabeceira?

21 Lições para o Século 21, de Yuval Noah Harari.

Um exemplo de vida?

Malala.

Um propósito?
Trabalhar muito e compartilhar para dar minha pequena colaboração para mundo